Desconforto na coleta do exame preventivo?

O exame preventivo, também conhecido como papanicolaou, é um exame de prevenção ao câncer no colo do útero. Seu principal objetivo detectar células cancerosas no colo do útero.

O exame deve ser realizado em todas as mulheres de 21 a 65 anos, pelo menos uma vez no ano. Muitas mulheres acabam deixando de fazer por medo, mas vale lembrar que o exame não costuma doer, o que pode ocorrer é um pequeno incômodo durante sua realização por conta da introdução do espéculo e da espátula. O importante na hora do exame é relaxar e deixar a tensão de lado.

Quando a mulher ou menina é saudável, não há necessidade de que o exame seja realizado a cada seis meses. É recomendado pelo Ministério da Saúde que o Papanicolaou seja feito uma vez ao ano. Após realizar o exame dois anos seguidos e receber resultado negativo, a paciente pode passar a fazer o teste a cada três anos.
No entanto, caso a pessoa tenha sido diagnosticada com o vírus do HPV, geralmente é recomendado que ela faça o exame a cada seis meses, como maneira de se prevenir contra as verrugas e feridas.
Ademais, como o exame não é totalmente eficaz em detectar o câncer de colo de útero, o ideal é que as mulheres que não foram diagnosticadas com HPV realizem, preferencialmente, todos os anos. Dessa forma, você não corre o risco de ter um resultado negativo falso, ir para casa e passar mais alguns anos até que tenha outra chance de detectar a doença.
Para garantir um resultado correto, a mulher não deve ter relações sexuais (mesmo com camisinha) nos dois dias anteriores ao exame, evitar também o uso de duchas, medicamentos vaginais e anticoncepcionais locais nas 48 horas anteriores à realização do exame. É importante também que não esteja menstruada, porque a presença de sangue pode alterar o resultado.
Mulheres grávidas também podem se submeter ao exame, sem prejuízo para sua saúde ou a do bebê.


Como é feito o exame?

· para a coleta do material, é introduzido um instrumento chamado espéculo na vagina (conhecido popularmente como “bico de pato”, devido ao seu formato);
· o médico faz a inspeção visual do interior da vagina e do colo do útero;
· a seguir, o profissional provoca uma pequena escamação da superfície externa e interna do colo do útero com uma espátula de madeira e uma escovinha;
· as células colhidas são colocadas numa lâmina para análise em laboratório especializado em citopatologia.
O Papanicolaou costuma ser indolor, apresentando apenas um breve incômodo. Porém, caso a mulher esteja muito tensa ou nervosa, pode tensionar a musculatura da vagina, o que pode causar desconforto e uma leve dor.
Isso acontece porque durante o exame é utilizado um utensílio (conhecido popularmente como “bico de pato”) para abrir levemente a cavidade da vagina. Se a musculatura estiver tensionada, pode ser um pouco mais complicado inserir o utensílio para fazer a coleta da amostra e conseguir visualizar o colo do útero.
Agora que você pode entender a importância do exame Papanicolaou e sente-se segura para realizá-lo, o que está esperando para consultar um ginecologista? Só dessa maneira você estará se prevenindo contra o câncer de colo do útero e cuidando de sua saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *